Pular para o conteúdo principal

Governo inaugura laboratórios do projeto SALAS na Amazônia

 Governo Federal inaugura laboratórios do projeto SALAS na Amazônia e visita Torre ATTO. Lançamento de edital, inauguração de laboratórios e visitas a projetos vinculados ao Governo Federal, realizados pelo MCTI, estão na agenda. Parlamentares e embaixadores acompanham a delegação

Uma comitiva do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) liderada pelo ministro astronauta Marcos Pontes, desembarca na quinta-feira (3) em Manaus (AM) para uma série de entregas do Governo Federal, por meio do MCTI, tanto na capital amazonense, quanto no município de Tefé (AM). Além de secretários da pasta, a delegação é composta por parlamentares, embaixadores e diplomatas.

O primeiro evento acontece às 10h40 da sexta-feira (4), quando a comitiva visita a Torre ATTO (sigla para Amazon Tall Tower Observatory) e realiza o lançamento da Chamada CNPq/MCTI Nº 01/2022, para apoio a projetos internacionais de P&D utilizando a infraestrutura da torre. A Chamada tem valor global de R$ 927 mil oriundos do MCTI com os objetivos de fomentar até seis projetos internacionais de P&D sobre as interações entre solo, clima e floresta, viabilizar o acesso de pesquisadores brasileiros ao observatório e promover maior cooperação com parceiros internacionais, especialmente com a Alemanha e a Noruega. Cada propostas poderá solicitar até R$ 200 mil em bolsas.

A torre ATTO tem 325 metros de altura e está localizada na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Uatumã, no estado do Amazonas, no município de São Sebastião do Uatumã, a 150 km de Manaus. O projeto, coordenado pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), unidade de pesquisa vinculada ao MCTI, e o Instituto Max Planck da Alemanha, é equipado com tecnologia de ponta nos estudos atmosféricos e possibilita aos cientistas monitorar e estudar uma área atmosférica de mais de 1.000 km², sendo que a tecnologia utilizada na construção da torre é totalmente nacional. A estrutura científica e tecnológica existente no sítio de pesquisa permite uma análise profunda do ecossistema amazônico e é referência na geração de dados para os modelos climáticos que envolvem a floresta amazônica, produzindo resultados de extrema relevância sobre o papel do ecossistema amazônico com relação às mudanças climáticas globais, sendo hoje um dos principais focos de pesquisa do INPA/MCTI nos seus quase 70 anos de existência, com o Instituto fornecendo conhecimento cientifico multidisciplinar em níveis de excelência visando o melhor entendimento no que se refere a interação com o meio ambiente, os aspectos climáticos e a biodiversidade amazônica.

Ainda na sexta-feira (4), às 16h30, na sede da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), será realizado o lançamento do Edital FINEP/MCTI/SUFRAMA. A iniciativa do governo federal, por meio do MCTI/Finep, vai destinar R$ 30 milhões de recursos de Subvenção Econômica para projetos de inovação nos temas Bioeconomia e Transformação Digital a serem desenvolvidos por empresas sediadas na região Norte do país (Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins). O edital Bioeconomia e Transformação Digital na Amazônia tem como objetivo principal promover o crescimento econômico e social sustentável da população que vive na Amazônia brasileira.

No sábado (5), a comitiva segue para Tefé (AM) onde visita o Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, organização social do MCTI. No local serão recebidos pelo diretor-geral João Valsecchi. A delegação fará uma visita às instalações do Instituto, à Biblioteca Henry Walter Bates; vai conhecer o prédio de Manejo e Desenvolvimento Social e Pesquisas Sociais e o prédio de Coleções Biológicas e Pesquisas Terrestres.

No mesmo dia, às 15h30 o grupo participa do Lançamento do Laboratório Flutuante Vitória-Régia que faz parte do projeto Sistema Amazônico de Laboratórios Satélites MCTI (SALAS MCTI). O SALAS MCTI é um projeto que tem a finalidade de instalar infraestruturas de apoio à pesquisa científica no território amazônico.

Com o projeto, o governo federal, por meio do MCTI, ampliará as oportunidades para a pesquisa científica e formação de recursos humanos na Amazônia Legal; além de apoiar as atividades de pesquisa em diferentes áreas do conhecimento, servindo como ponto de apoio para os pesquisadores; mobilizar as unidades de pesquisas do MCTI na Amazônia Legal; e articular parcerias nacionais com foco na Amazônia Legal. O SALAS MCTI é coordenado pela Secretaria de Pesquisa e Formação Científica (SEPEF/MCTI), que adota, em articulação com as outras unidades do órgão, as medidas e ações necessárias para a gestão, implementação e monitoramento do projeto.

Às 16h30 os convidados vão assistir à apresentação do projeto SALAS/MCTI – Concepção e Planejamento dos Institutos Amazônicos MCTI (IDSM – INPA e MPEG) e o planejamento do projeto para o ano de 2022.

Em seguida, às 17h, será anunciado o monitoramento automatizado e em tempo real de toda a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá. A unidade de conservação, de 1,1 milhão de hectares, será a primeira no mundo a ter toda a biodiversidade monitorada totalmente por meio de imagens e sons.

No domingo (6), a comitiva participa às 12h do lançamento do Laboratório de Selva Peixe-Boi – SALAS MCTI, agenda que encerra a agenda oficial da comitiva.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presos arrombam 'presídio' e estão à solta em Envira

Envira - Nos últimos meses os cidadãos envirenses tem observado alarmados o aumento da criminalidade em nossa tão amada cidade. Todos os dias observamos postagens nas redes sociais, status de WhatsApp e mensagens em grupos de cidadãos denunciando roubos e furtos. É preocupante pensar que Envira esteja passando por uma situação como essas: furtos, assaltos, roubos ou a cobrança de pedágios ao tentar entrar em determinados bairros e ruas. Não existe uma preferência, rouba-se veículos, smartphones, alimentos, roubas e até animais. Além de todos esses problemas ainda existe a enorme preocupação com o tráfico de drogas, a violência crescentes e a ociosidade dos jovens. As informações que temos é que após o pedido de remoção do Tenente Felipe Cerqueira (feito por ele mesmo), outros policiais que são muito queridos e bastante competentes em suas ações, também pediram remoção e estarão deixando a cidade de Envira futuramente. Nossa cidade perderá um destacamento de policiais em um momento cru

Há 2 dias jovem em situação grave aguarda regaste aéreo em Envira

Envira - Na última quinta-feira (04), o jovem Adenízio da Silva, mais conhecido como Diezon, se acidentou com uma arma de fogo. De acordo com informações repassadas pelos seus familiares, o jovem encontrava-se em uma embarcação de pesca, onde fazia a limpeza de uma arma de fogo, enquanto acidentalmente acabou apertando o gatilho da arma, que veio a disparar em seu rosto. O jovem encontra-se internado na Unidade Hospitalar do Município de Envira aguardando sua transferência para a Capital, familiares informam que ele encontra-se com a bala ainda alojada na garganta, com ferimentos graves no trato respiratório e com grande dificuldade de respirar. A família informou que desde o momento que o jovem deu entrada no hospital a equipe médica comunicou a gravidade da situação que o jovem se encontra, e que tem buscado contato com os gestores municipais solicitando ajuda, mas não tem conseguido uma resposta exata sobre quando ocorrerá a transferência do mesmo. 

Em Eirunepé-AM, PMAM captura foragido do Sistema Prisional de Envira

Indivíduo de 29 anos foi conduzido e entregue na Delegacia de Polícia de Eirunepé Eirunepé - Policiais militares da 1ª Companhia Independente de Policia Militar - CIPM, apreenderam por volta das 20h, desta terça feira (07), um meliante de 29 anos que encontrava-se foragido do Sistema Prisional de Envira, o mesmo estava escondido em uma residência no bairro de São Domingos. Os policiais detiveram o foragido após recebimento de várias denúncias informando que o mesmo se encontrava escondido na residência. Após investigação foi confirmado a denúncia, o mesmo foi preso pela guarnição da 1ª CIPM e em seguida encaminhado ao 7º DIP-AM.