Reconstrução capilar: o que é e como funciona? - Envira News

Ultimas

Post Ads

terça-feira, 19 de outubro de 2021

Reconstrução capilar: o que é e como funciona?

A reconstrução capilar ajuda na reposição temporária da queratina no fio, mas não deve ser usada em caso de problemas crônicos, como na miniaturização

A reconstrução capilar é uma das etapas do cronograma capilar juntamente com a hidratação e a nutrição.


Conforme se intensifica o uso de químicos nos cabelos, como progressivas, descoloração e tingimento, mais a reconstrução capilar torna-se uma alternativa para tratamento dos danos à haste.

O que é e para que serve a reconstrução capilar?

A reconstrução capilar é a etapa do cronograma capilar indicada para fios muito danificados em decorrência da exposição a tratamentos químicos regulares.


Normalmente, esse tratamento é recomendado quando há perda do diâmetro do fio em decorrência da perda de massa no cabelo, o que pode ocorrer devido aos procedimentos capilares ou mesmo uso excessivo de equipamentos de calor.


Desta forma, a proposta da reconstrução capilar é aumentar a massa do fio por meio da reposição de queratina, razão pela qual esse tratamento é feito, geralmente, em salões de beleza e não em casa.


O principal procedimento indicado na reconstrução capilar é a cauterização, que consiste na aplicação de um produto rico em queratina no fio e selagem com chapinha e secador.


Um estudo indicou que a cauterização capilar pode aumentar o diâmetro do fio em até 49% no caso de cabelos danificados e quimicamente tratados.


Apesar disso, é importante ter consciência que a cauterização promove um tipo de remendo de queratina no cabelo, o que não indica que o fio será permanentemente maior ou mais saudável.


De fato, em alguns casos a cauterização pode ser prejudicial aos cabelos, uma vez que também consiste em um tratamento químico nos fios, demandando avaliação específica caso a caso.


Também é preciso assegurar-se quanto à confiabilidade do profissional e dos produtos usados na cauterização, uma vez que a má execução da técnica pode resultar em rigidez dos fios, tornando-os mais predispostos à quebra.

Como deixar o cabelo mais saudável?

Apesar do estudo indicar que a reconstrução capilar por meio da cauterização pode aumentar a massa do fio, é preciso compreender como funciona a saúde capilar.


Os produtos tópicos, como shampoos, condicionadores, máscaras, óleos, leave-in e outros ajudam no tratamento externo dos fios, como fazendo a remoção de excesso de óleos, fechando as cutículas da haste do cabelo e ajudando na hidratação devido à retenção de água.


Dessa forma, esses produtos contribuem principalmente na estética do fio, deixando-o com aspecto limpo, sedoso, macio, maleável e etc.


Apesar desses cuidados influenciarem a saúde capilar, como por meio da higienização dos fios que, quando insuficiente pode resultar em dermatite, há limitações.


Os produtos tópicos não conseguem interferir na saúde interna do fio, ou seja, no córtex da haste capilar, como proporcionando nutrição ou reposição definitiva de queratina ao fio.


A saúde capilar depende, primordialmente, da disponibilidade de nutrientes no organismo, o que é obtido por meio da alimentação ou suplementação.


Quando a dieta é pobre em nutrientes, o crescimento do cabelo, que é um processo secundário do organismo, será prejudicado para que funções vitais sejam mantidas.


Dessa forma, a principal forma de manter a saúde dos cabelos é por meio de uma alimentação balanceada e nutritiva, com disponibilidade adequada de nutrientes presentes em opções como vegetais, hortaliças, legumes, frutas, grãos, sementes e outros.


Os cuidados com a higienização e tratamentos do cabelo também são importantes, mas devem ser acompanhados de uma alimentação saudável.


Especialmente pessoas que fazem tratamentos químicos, como alisamento, relaxamento ou tintura devem investir em hidratações periódicas, pois os fios tendem a ficar mais ressecados.

Quando buscar ajuda especializada?

A reconstrução capilar pode ser indicada para alguns casos nos quais há perda de massa da haste do cabelo em decorrência dos procedimentos químicos.


No entanto, esse quadro não deve ser confundido com a miniaturização dos cabelos, que consiste em um processo crônico de afinamento da haste capilar em decorrência da atrofia dos folículos pilosos.


A miniaturização dos fios é um dos indícios da alopecia androgenética ou alopecia de padrão feminino.


Conforme o quadro de afinamento avança, o folículo piloso fica mais atrofiado até que para definitivamente de produzir novos fios, causando a calvície.


A reconstrução capilar por meio de tratamentos como a cauterização não é efetiva no tratamento da miniaturização dos fios, que envolve abordagem terapêutica combinada com medicamentos tópicos e de via oral.


Dessa forma, é importante distinguir o afinamento do cabelo causado pelo excesso de danos aos fios ou procedimentos químicos frequentes com a miniaturização, que é crônica e de origem genética e hormonal.


Nos homens a miniaturização concentra-se especialmente na área das entradas e topo da cabeça, enquanto nas mulheres é mais difusa no couro cabeludo, sendo mais comum após a menopausa.


De modo geral, há uma área da saúde para isso, com um médico especialista em cabelos que contribui na investigação clínica e no diagnóstico acertado dessas condições, melhorando as chances de sucesso do tratamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Ads