Pular para o conteúdo principal

Importunação sexual tem de ser denunciada sempre

Especialista comenta o aparente aumento no número de casos - e recomenda que vítimas denunciem imediatamente
Todos os dias os jornais brasileiros publicam episódios de importunação sexual pelas ruas do país. Recentemente, em um caso notório, uma ciclista sofreu um acidente - que poderia ter sido fatal - depois de uma importunação sexual causada por um motorista que desviou de seu caminho para tocá-la.

Embora comum, o crime ainda causa dúvidas sobre sua definição. Segundo explica a desembargadora e professora de Direito Penal do Meu Curso Educacional, Ivana David, "o crime de importunação sexual é definido como qualquer ato libidinoso sem o consentimento da vítima - como passar a mão nas partes íntimas ou esfregar o órgão sexual na vítima, ou até roubar um beijo". Já o assédio sexual é a prática de ato libidinoso sem o consentimento da vítima, dentro de uma relação de hierarquia, muito comum no ambiente de trabalho, não necessariamente com contato físico. "O crime de estupro, segundo a lei penal, importa em constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, para obter conjunção carnal", completa Ivana.

Para a desembargadora, o recente aumento de casos de importunação sexual tem relação com a "mudança cultural das vítimas e da própria sociedade em denunciar estas condutas criminosas". Além disso, em sua visão, as autoridades policiais estão melhor preparadas para receber e investigar estes fatos. "A tecnologia também trouxe importante ferramenta para o meio de prova, porque fatos gravados são facilmente comprovados", afirma.

Prevista no artigo 216 do Código Penal, a punição para o crime de importunação sexual é a detenção de um a dois anos. A pena é aumentada em até um terço se a vítima tem menos de 18 anos de idade.

Ivana David dá exemplos de importunação sexual que podem estar sendo relevadas pelas vítimas por serem considerados comportamentos "culturalmente usuais", ou quase. "Podemos dizer que a maioria dos crimes é praticada dentro do transporte coletivo, principalmente nos ônibus; ou em eventos públicos - como festas e shows - onde os criminosos se aproveitam da lotação, da baixa iluminação e da ingestão de álcool pelos frequentadores.

Por fim, a desembargadora recomenda que a importunação sexual deve ser sempre denunciada pela vítima - e imediatamente.

Ivana David é desembargadora, especialista em Teoria da Prova no Processo Penal. É integrante da Coordenadoria Criminal e de Execuções Criminais do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. É coordenadora do curso de Pós-Graduação em Direito Digital do MeuCurso Educacional.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presos arrombam 'presídio' e estão à solta em Envira

Envira - Nos últimos meses os cidadãos envirenses tem observado alarmados o aumento da criminalidade em nossa tão amada cidade. Todos os dias observamos postagens nas redes sociais, status de WhatsApp e mensagens em grupos de cidadãos denunciando roubos e furtos. É preocupante pensar que Envira esteja passando por uma situação como essas: furtos, assaltos, roubos ou a cobrança de pedágios ao tentar entrar em determinados bairros e ruas. Não existe uma preferência, rouba-se veículos, smartphones, alimentos, roubas e até animais. Além de todos esses problemas ainda existe a enorme preocupação com o tráfico de drogas, a violência crescentes e a ociosidade dos jovens. As informações que temos é que após o pedido de remoção do Tenente Felipe Cerqueira (feito por ele mesmo), outros policiais que são muito queridos e bastante competentes em suas ações, também pediram remoção e estarão deixando a cidade de Envira futuramente. Nossa cidade perderá um destacamento de policiais em um momento cru

Há 2 dias jovem em situação grave aguarda regaste aéreo em Envira

Envira - Na última quinta-feira (04), o jovem Adenízio da Silva, mais conhecido como Diezon, se acidentou com uma arma de fogo. De acordo com informações repassadas pelos seus familiares, o jovem encontrava-se em uma embarcação de pesca, onde fazia a limpeza de uma arma de fogo, enquanto acidentalmente acabou apertando o gatilho da arma, que veio a disparar em seu rosto. O jovem encontra-se internado na Unidade Hospitalar do Município de Envira aguardando sua transferência para a Capital, familiares informam que ele encontra-se com a bala ainda alojada na garganta, com ferimentos graves no trato respiratório e com grande dificuldade de respirar. A família informou que desde o momento que o jovem deu entrada no hospital a equipe médica comunicou a gravidade da situação que o jovem se encontra, e que tem buscado contato com os gestores municipais solicitando ajuda, mas não tem conseguido uma resposta exata sobre quando ocorrerá a transferência do mesmo. 

Em Eirunepé-AM, PMAM captura foragido do Sistema Prisional de Envira

Indivíduo de 29 anos foi conduzido e entregue na Delegacia de Polícia de Eirunepé Eirunepé - Policiais militares da 1ª Companhia Independente de Policia Militar - CIPM, apreenderam por volta das 20h, desta terça feira (07), um meliante de 29 anos que encontrava-se foragido do Sistema Prisional de Envira, o mesmo estava escondido em uma residência no bairro de São Domingos. Os policiais detiveram o foragido após recebimento de várias denúncias informando que o mesmo se encontrava escondido na residência. Após investigação foi confirmado a denúncia, o mesmo foi preso pela guarnição da 1ª CIPM e em seguida encaminhado ao 7º DIP-AM.