Seduc e Semed avaliam retorno integral de alunos após a segunda dose dos professores - Envira News

Ultimas

Post Ads

quinta-feira, 22 de julho de 2021

Seduc e Semed avaliam retorno integral de alunos após a segunda dose dos professores


Manaus - As escolas particulares de Manaus querem o retorno presencial das aulas na sua totalidade. A deputada estadual, Therezinha Ruiz (PSDB) que é presidente da Comissão de Educação, é a favor da proposta e pediu ao governador Wilson Lima (PSC) autorização para o retorno total. A solicitação foi feita em plenário durante a sessão desta quinta-feira, 15/07, da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).Therezinha Ruiz apresentou um requerimento em forma de indicativo solicitando a flexibilização do protocolo que autoriza o retorno das aulas da rede de ensino privada, em razão da pandemia da Covid-19.

Segundo a parlamentar, desde o retorno das aulas, no mês de março, não foram registrados índices de contágio por Covid-19 significativos que justifiquem a manutenção do decreto que autorizou o retorno às aulas das escolas particulares, conforme demonstrado no ‘VI Relatório Técnico Parcial 2021 - Vigilância Ativa nas Escolas e Testagem Rápida dos Profissionais de Educação da Rede Privada de Ensino’.

“Dos 131 casos notificados das escolas, somente 3% foram de professores. Os outros casos, que são 49 casos aproximadamente, são de administrativos, serviços gerais, porteiros e em três somente de alunos. Alguns casos foram no seio da família que adquiriram o vírus do Covid. As escolas particulares estão passando por momentos dificílimos, momento de não ter como pagar suas dívidas do mês, seus boletos de luz, água e outros” destacou a parlamentar.

Na justificativa do projeto protocolado nesta quinta-feira, Therezinha, ainda cita, o avanço da vacinação e a diminuição dos casos da doença, na capital.

Sindicato

De acordo com o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Estado do Amazonas (Sinepe/AM),  há diversas tratativas com o governo para liberar o retorno total das aulas. 

“Tratativas tanto de conversas, quanto através de documentos, de e-mails, de ofícios e de documentos oficiais. O Sinepe, hoje, tem uma visão, uma segurança e de que as escolas estão dentro do protocolo para que tenha essa volta de uma maneira segura. Então, a gente vem aliando toda a nossa possível volta, 100%, com a FVS tratando diretamente com o governo e com as associadas através de orientações, de capacitações, de reciclagens e sempre atualizando os protocolos de segurança”, relatou a vice presidente do Sinepe/AM, Laura Cristina Vital.

Ainda segundo o Sinepe, uma reunião está marcada entre o sindicato e o governo para a próxima terça-feira, 21 de julho.

Seduc e Semed

Aproveitando o gancho das escolas particulares que estão pressionam o governo pelo retorno total de aulas presenciais em Manaus. Seduc e Semed vem estudando e analisando a viabilidade, após a aplicação da segunda dose aos professores das redes estaduais e municipais, o retorno total dos alunos à sala de aula, de forma presencial. 

Se pensarmos que atualmente, o Japão está recebendo atletas do mundo inteiro para a realização das olímpiadas e apesar de todos os cuidados e protocolos de segurança, para garantir a não contaminação do atletas, já são mais de 80 pessoas contaminadas pelo Covid-19 no evento. Delegações já desistiram de participar por conta do aumento dos casos. 

Nos leva a refletir que tipo de retorno os estudantes e a comunidade escolar a Prefeitura de Manaus e o Governo do Amazonas vão oferecer. Tivemos casos de escolas com contaminação que não houve parada para sanitização e nem comunicação aos servidores, sobre os casos. A realidade das escolas públicas do estado e do município são muito diferentes das escolas particulares. Salas superlotadas, espaço físico precário e protocolos de segurança sendo burlados, sem contar com o avanço da nova cepa, Delta, originária da Índia sobre a capital do Amazonas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Ads