Pular para o conteúdo principal

Ministro Kássio Nunes preferiu a morte, ao liberar cultos presenciais

Após decisão monocrática de Ministro do STF, Kassio Nunes, igreja exibe culto com aglomeração em São Paulo

Brasil - No pior momento da pandemia de coronavírus no país, cidades e estados decidirem proibir a realização de cultos religiosos, com o objetivo de evitar aglomerações, especialmente em locais fechados. Na contramão dessa ação, no último sábado, (3), o ministro Nunes Marques decidiu de forma monocrática permitir a realização de cultos e missas, uma determinação que libera a realização de que cultos religiosos podem acontecer no país, independente da decisão dos estados.

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, afirmou estar preocupado com a decisão tomada por Kassio Nunes Marques, colega de Corte que decidiu liberar cultos religiosos.

Em entrevista ao Poder360, alega que não cabe ao Judiciário “abrir ou fechar”. “Nós não sabemos as consequências. Essas medidas que ele introduziu são uma vitrine. A realidade é outra. Não sabia que ele era tão religioso.”

A decisão foi tomada na véspera da Páscoa e determina que os cultos devem seguir protocolos contra a covid-19. O público está limitado a 25% da capacidade do local e é obrigatório o uso de máscara. Dada a proximidade de uma data religiosa, diversas partes do Brasil tiveram celebrações no último domingo (4).

Marco Aurélio disse que o plenário deve votar a medida na próxima quarta-feira (7). O ministro acredita que o mais provável é que a decisão seja derrubada. “Prevejo um quórum de 10 a 1. Eu cansei de ficar isolado, agora é a vez de outro”, disse ao Poder360.

Além de prever uma derrubada da decisão, Marco Aurélio acredita que “o Judiciário chamou para si uma responsabilidade que não é dele”. O STF já havia definido que caberia aos estados e municípios definirem quais medidas devem ser tomadas para conter a pandemia de covid-19. 

A decisão de Nunes Marques foi tomada após um processo aberto pela Associação Nacional de Juristas Evangélicos.

Quando o número de pessoas adoecidas por conta dessa decisão estapafúrdia começarem a contar, resta saber se os pastores e os fiéis que apoiam essa canalhice, assim como o Ministro irão ajudar a cuidar dos doentes e enterrar os mortos

Atrito com Alexandra Kalil 

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), afirmou que não acataria a decisão e que na capital mineira, os cultos seguiriam proibidos. Na madrugada de domingo, o ministro intimou Kalil a cumprir a decisão.

Sobre o atrito entre as partes, Marco Aurélio Mello afirmou que, se fosse chefe de um Executivo, “aguardaria o pronunciamento do plenário do STF”. “O Kalil disse que não iria cumprir a decisão. Vai mandar prender o prefeito? Não acredito. Principalmente quando o prefeito adota uma postura que mais interessa a sociedade, que é o isolamento”, declarou.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presos arrombam 'presídio' e estão à solta em Envira

Envira - Nos últimos meses os cidadãos envirenses tem observado alarmados o aumento da criminalidade em nossa tão amada cidade. Todos os dias observamos postagens nas redes sociais, status de WhatsApp e mensagens em grupos de cidadãos denunciando roubos e furtos. É preocupante pensar que Envira esteja passando por uma situação como essas: furtos, assaltos, roubos ou a cobrança de pedágios ao tentar entrar em determinados bairros e ruas. Não existe uma preferência, rouba-se veículos, smartphones, alimentos, roubas e até animais. Além de todos esses problemas ainda existe a enorme preocupação com o tráfico de drogas, a violência crescentes e a ociosidade dos jovens. As informações que temos é que após o pedido de remoção do Tenente Felipe Cerqueira (feito por ele mesmo), outros policiais que são muito queridos e bastante competentes em suas ações, também pediram remoção e estarão deixando a cidade de Envira futuramente. Nossa cidade perderá um destacamento de policiais em um momento cru

Há 2 dias jovem em situação grave aguarda regaste aéreo em Envira

Envira - Na última quinta-feira (04), o jovem Adenízio da Silva, mais conhecido como Diezon, se acidentou com uma arma de fogo. De acordo com informações repassadas pelos seus familiares, o jovem encontrava-se em uma embarcação de pesca, onde fazia a limpeza de uma arma de fogo, enquanto acidentalmente acabou apertando o gatilho da arma, que veio a disparar em seu rosto. O jovem encontra-se internado na Unidade Hospitalar do Município de Envira aguardando sua transferência para a Capital, familiares informam que ele encontra-se com a bala ainda alojada na garganta, com ferimentos graves no trato respiratório e com grande dificuldade de respirar. A família informou que desde o momento que o jovem deu entrada no hospital a equipe médica comunicou a gravidade da situação que o jovem se encontra, e que tem buscado contato com os gestores municipais solicitando ajuda, mas não tem conseguido uma resposta exata sobre quando ocorrerá a transferência do mesmo. 

Em Eirunepé-AM, PMAM captura foragido do Sistema Prisional de Envira

Indivíduo de 29 anos foi conduzido e entregue na Delegacia de Polícia de Eirunepé Eirunepé - Policiais militares da 1ª Companhia Independente de Policia Militar - CIPM, apreenderam por volta das 20h, desta terça feira (07), um meliante de 29 anos que encontrava-se foragido do Sistema Prisional de Envira, o mesmo estava escondido em uma residência no bairro de São Domingos. Os policiais detiveram o foragido após recebimento de várias denúncias informando que o mesmo se encontrava escondido na residência. Após investigação foi confirmado a denúncia, o mesmo foi preso pela guarnição da 1ª CIPM e em seguida encaminhado ao 7º DIP-AM.