Pular para o conteúdo principal

Kenzie Academy Brasil planeja expansão no Norte do país

Recentemente, a edtech recebeu aporte de R$8 milhões e pretende acelerar o crescimento no país com polo educacional na capital do Amazonas

Daniel Kriger (CEO) e Ugo Roveda (COO), cofundadores da Kenzie Academy Brasil

A escola de programação de origem norte-americana, Kenzie Academy Brasil, já tem planos para acelerar seu crescimento no país. A partir do aporte de R$8 milhões, recentemente recebido pela E3 Negócios, consultora estratégica à frente de fundos de venture capital, a edtech iniciou o processo de abertura de um novo polo educacional na Zona Franca de Manaus, localizado no Amazonas, que deve ser inaugurado no segundo semestre deste ano.

"Além de desenvolver ferramentas e tecnologia para melhorar ainda mais a qualidade do nosso ensino, 100% online para todo o Brasil, queremos expandir esse ecossistema, especialmente na região Norte, com a criação de uma escola no Amazonas, como a sede que temos no Paraná. Com isso, vamos estimular o mercado de trabalho local com a abertura de vagas aos profissionais da região", afirma Daniel Kriger, cofundador e CEO da Kenzie.

No Brasil, a Kenzie Academy é liderada pelos empreendedores Daniel Kriger, ex-Positivo Tecnologia, e Ugo Roveda, ex-Bcredi, e tem como propósito transformar vidas por meio da educação, de forma rápida e prática, sem abrir mão da qualidade. Por acreditar que o aluno estará apto para assumir cargos na área de tecnologia ao finalizar o curso, a escola aplica o método de financiamento inovador (Income Share Agreement - ISA).

"Quando identificamos o ISA como tendência no mundo, resolvemos trazer a Kenzie Academy para o Brasil para expandir o acesso ao ensino qualificado em tecnologia, pois queremos diminuir a escassez de profissionais no país e elevar o nível de pessoas programadoras que entregamos ao mercado", conta Roveda, cofundador e COO da edtech.

Já utilizado pela maioria dos mais de 400 alunos da escola de programação, o método ISA, proporciona o pagamento do curso após a conclusão dos estudos. Somente depois de conseguir colocação profissional com uma remuneração acima de R$ 3 mil, o aluno passa a devolver 17% da renda para a Kenzie por até 60 meses.

"Precisamos reduzir a carência de desenvolvedores formados com qualidade e rapidez e a Kenzie faz parte desta revolução. A qualificação de profissionais capacitados da área de tecnologia da informação deve fazer parte de uma estratégia de desenvolvimento nacional, pois a falta deles atrasa a digitalização de diversos setores cruciais para a competitividade e crescimento da economia brasileira", comenta Bruno Freitas, diretor de investimentos da E3 Negócios.

A Kenzie iniciou sua operação em janeiro de 2020 e já teve mais de 50 mil interessados em seu curso, posicionando-se como alternativa ao ensino superior e realizando o sonho de milhares de pessoas que desejam ingressar no mercado de tecnologia. Totalmente online, e com aulas ao vivo para todo o Brasil, o curso conta com 2.000 horas de estudos, concluídas em 12 meses.

Simulação do mercado de trabalho

Toda a estrutura de aprendizagem na Kenzie é projetada para simular o mercado de trabalho e o dia a dia de um desenvolvedor. Com metodologia desenvolvida por engenheiros de software do Vale do Silício, comprovada internacionalmente, a escola traz em sua grade curricular linguagens e tecnologias modernas de front-end e back-end, muito utilizadas no mercado, como HTML, CSS, JavaScript, React, SQL e Python.

Além disso, a escola tem um programa interno que tem como premissa garantir ao estudante um aprendizado de qualidade e inseri-lo no mercado de trabalho rapidamente, o que acontece por meio de mentoria de carreira e parcerias com outras empresas, como Ebanx, Banco Bari, James Delivery e Creditas, que aceleram essa contratação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presos arrombam 'presídio' e estão à solta em Envira

Envira - Nos últimos meses os cidadãos envirenses tem observado alarmados o aumento da criminalidade em nossa tão amada cidade. Todos os dias observamos postagens nas redes sociais, status de WhatsApp e mensagens em grupos de cidadãos denunciando roubos e furtos. É preocupante pensar que Envira esteja passando por uma situação como essas: furtos, assaltos, roubos ou a cobrança de pedágios ao tentar entrar em determinados bairros e ruas. Não existe uma preferência, rouba-se veículos, smartphones, alimentos, roubas e até animais. Além de todos esses problemas ainda existe a enorme preocupação com o tráfico de drogas, a violência crescentes e a ociosidade dos jovens. As informações que temos é que após o pedido de remoção do Tenente Felipe Cerqueira (feito por ele mesmo), outros policiais que são muito queridos e bastante competentes em suas ações, também pediram remoção e estarão deixando a cidade de Envira futuramente. Nossa cidade perderá um destacamento de policiais em um momento cru

Há 2 dias jovem em situação grave aguarda regaste aéreo em Envira

Envira - Na última quinta-feira (04), o jovem Adenízio da Silva, mais conhecido como Diezon, se acidentou com uma arma de fogo. De acordo com informações repassadas pelos seus familiares, o jovem encontrava-se em uma embarcação de pesca, onde fazia a limpeza de uma arma de fogo, enquanto acidentalmente acabou apertando o gatilho da arma, que veio a disparar em seu rosto. O jovem encontra-se internado na Unidade Hospitalar do Município de Envira aguardando sua transferência para a Capital, familiares informam que ele encontra-se com a bala ainda alojada na garganta, com ferimentos graves no trato respiratório e com grande dificuldade de respirar. A família informou que desde o momento que o jovem deu entrada no hospital a equipe médica comunicou a gravidade da situação que o jovem se encontra, e que tem buscado contato com os gestores municipais solicitando ajuda, mas não tem conseguido uma resposta exata sobre quando ocorrerá a transferência do mesmo. 

Em Eirunepé-AM, PMAM captura foragido do Sistema Prisional de Envira

Indivíduo de 29 anos foi conduzido e entregue na Delegacia de Polícia de Eirunepé Eirunepé - Policiais militares da 1ª Companhia Independente de Policia Militar - CIPM, apreenderam por volta das 20h, desta terça feira (07), um meliante de 29 anos que encontrava-se foragido do Sistema Prisional de Envira, o mesmo estava escondido em uma residência no bairro de São Domingos. Os policiais detiveram o foragido após recebimento de várias denúncias informando que o mesmo se encontrava escondido na residência. Após investigação foi confirmado a denúncia, o mesmo foi preso pela guarnição da 1ª CIPM e em seguida encaminhado ao 7º DIP-AM.