Pular para o conteúdo principal

Eficácia da vacina Coronavac aumenta com intervalo entre doses maior que 21 dias


Foram anunciados hoje os resultados de uma pesquisa clínica envolvendo a Coronavac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo. O imunizante, diz o estudo liderado pelo instituto e pela Universidade de São Paulo, protege contra as variantes P1 e P2 do novo coronavírus, tem eficácia de 50,7% para casos sintomáticos e de até 83% para casos moderados - índices maiores do que os 50.3% e os 78% verificados nos primeiros estudos, divulgados entre dezembro e janeiro.

Estes são alguns dos dados que constam do estudo clínico de fase 3 feito sobre a Coronavac enviados neste domingo para publicação em revista científica. A pesquisa foi feita com quase 13 mil voluntários, entre 21 de julho e 16 de dezembro de 2020. Os resultados mostram também que a vacina é ainda mais eficaz quando a segunda dose é aplicada em intervalo igual ou superior a 21 dias da primeira. O artigo aguarda revisão da revista científica "The Lancet".

No Twitter, a microbiologista e presidente do Instituto Questão de Ciência, Natália Pasternak, disse que os resultados confirmam o que já se sabia. "A novidade - muito bem vinda - é o aumento da eficácia com maior espaçamento entre doses (62,3%), o que junto com uma analise de imunogenicidade em idosos que também aumenta com intervalo maior, sugere que um intervalo de 28 dias pode ser adotado", escreveu.

A doutora Pasternak lembrou que fazer comparações de estudos é "bobagem" por causa da especificidade de alguns parâmetros. E lembrou que outro resultado interessante foi a proteção observada a partir da primeira dose: "Mas isso não quer dizer que pode tomar só uma [dose]. Continua sendo uma vacina de duas doses. Em suma, uma boa vacina, com boa cobertura para as variantes, e que pode ficar mais eficaz com intervalo de 28 dias entre doses".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presos arrombam 'presídio' e estão à solta em Envira

Envira - Nos últimos meses os cidadãos envirenses tem observado alarmados o aumento da criminalidade em nossa tão amada cidade. Todos os dias observamos postagens nas redes sociais, status de WhatsApp e mensagens em grupos de cidadãos denunciando roubos e furtos. É preocupante pensar que Envira esteja passando por uma situação como essas: furtos, assaltos, roubos ou a cobrança de pedágios ao tentar entrar em determinados bairros e ruas. Não existe uma preferência, rouba-se veículos, smartphones, alimentos, roubas e até animais. Além de todos esses problemas ainda existe a enorme preocupação com o tráfico de drogas, a violência crescentes e a ociosidade dos jovens. As informações que temos é que após o pedido de remoção do Tenente Felipe Cerqueira (feito por ele mesmo), outros policiais que são muito queridos e bastante competentes em suas ações, também pediram remoção e estarão deixando a cidade de Envira futuramente. Nossa cidade perderá um destacamento de policiais em um momento cru

Há 2 dias jovem em situação grave aguarda regaste aéreo em Envira

Envira - Na última quinta-feira (04), o jovem Adenízio da Silva, mais conhecido como Diezon, se acidentou com uma arma de fogo. De acordo com informações repassadas pelos seus familiares, o jovem encontrava-se em uma embarcação de pesca, onde fazia a limpeza de uma arma de fogo, enquanto acidentalmente acabou apertando o gatilho da arma, que veio a disparar em seu rosto. O jovem encontra-se internado na Unidade Hospitalar do Município de Envira aguardando sua transferência para a Capital, familiares informam que ele encontra-se com a bala ainda alojada na garganta, com ferimentos graves no trato respiratório e com grande dificuldade de respirar. A família informou que desde o momento que o jovem deu entrada no hospital a equipe médica comunicou a gravidade da situação que o jovem se encontra, e que tem buscado contato com os gestores municipais solicitando ajuda, mas não tem conseguido uma resposta exata sobre quando ocorrerá a transferência do mesmo. 

Em Eirunepé-AM, PMAM captura foragido do Sistema Prisional de Envira

Indivíduo de 29 anos foi conduzido e entregue na Delegacia de Polícia de Eirunepé Eirunepé - Policiais militares da 1ª Companhia Independente de Policia Militar - CIPM, apreenderam por volta das 20h, desta terça feira (07), um meliante de 29 anos que encontrava-se foragido do Sistema Prisional de Envira, o mesmo estava escondido em uma residência no bairro de São Domingos. Os policiais detiveram o foragido após recebimento de várias denúncias informando que o mesmo se encontrava escondido na residência. Após investigação foi confirmado a denúncia, o mesmo foi preso pela guarnição da 1ª CIPM e em seguida encaminhado ao 7º DIP-AM.