Cães soltos nas ruas de Envira representam ameaça perigosa - Envira News

Ultimas

Post Ads

segunda-feira, 5 de abril de 2021

Cães soltos nas ruas de Envira representam ameaça perigosa

Fotos: Elky França

Já não basta andar com medo por falta de iluminação nas vias públicas o motociclista e pedestre precisa também tomar cuidado com as matilhas de cães abandonados nas ruas de Envira

Qualquer cidadão envirense que transita pelas ruas da cidade é conhecedor do grande número de cães soltos pela cidade, e ausência de campanhas de sensibilização quanto a adoção responsável, castração ou contra raiva tornam a situação um alerta preocupante

O cão é o melhor amigo do homem, isso é fato, mas na maioria das vezes não podemos dizer o contrário, haja vista ao grande número de cães abandonados pelas ruas de Envira, culpe-se a ausência de campanhas de adoção responsável, castração desses animais e até vacinação contra raiva – tem preocupado a população envirense. Infelizmente, nestas condições, estes animais se tornam uma ameaça real para crianças, adultos e idosos, os transeuntes pedestres, ciclistas ou motociclistas.

A redação do Envira News vem recebido vários relatos relacionados a estes animais abandonados pelos seus donos e também pelo poder público, desde maus tratos a acidentes causados pelos mesmos.

Zoonoses

Além de representarem um risco físico, os cães também podem ser um poderoso vetor de zoonoses – doenças transmitidas de animais para o homem. 

“Entre as zoonoses mais temidas, está a raiva – também conhecida como hidrofobia. Para o homem, a principal forma de transmissão da doença se dá pela mordedura de um animal, que foi infectado, geralmente por morcego, cão e gato”.

A evolução da doença, tanto nos animais quanto no homem, se dá de forma rápida. Seus sintomas neurológicos são, por exemplo, falta de coordenação motora, ataxia, agressividade, entre outros. Após passar o período de incubação e iniciados os sinais clínicos, não há tratamento e a doença é invariavelmente fatal.

Conscientização a adoção responsável

As autoridades precisam se conscientizar e também conscientizar a população sobre os riscos que os cães abandonados podem causar à população, pois já podem ser considerados problemas de Saúde Pública, e alguma medida deve tomada imediatamente. 

Por isso é fundamental que as autoridades locais responsabilizem os tutores desses animais que são abandonados nas ruas da cidade. Além de desenvolver campanhas de castração desses animais que se encontram nas ruas, afim de reduzir sua população. Outra medida importante é desenvolver uma campanha sobre a adoção responsável, afinal adotar um animal requer cuidado, gasto e muito carinho. Não basta pegar um filhote, por que é fofinho e depois que o animal cresce abandona-lo a própria sorte. 

O que é e como funciona a lei de maus tratos aos animais

Infelizmente, maus-tratos aos animais sempre existiram. Porém, com o grande alcance das mídias sociais, diversos casos recentes ganharam repercussão. Tanto é que, em dezembro de 2018, o Senado apresentou um projeto de lei para aumentar a pena na lei de maus-tratos aos animais e que foi sancionada em 2019.

Mas, para que não restem dúvidas: maus-tratos aos animais é crime! Isso está no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais. A mesma que criminaliza, “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados”.

Além de condenar maus-tratos aos animais de estimação, a lei inclui a realização de “experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos”.

Atualmente, a pena prevista na lei de maus-tratos aos animais prevê pena de reclusão de dois a cinco anos para prática de abuso e maus tratos.

TIPOS DE MAUS TRATOS AOS ANIMAIS

  • Manter os pets em lugares anti-higiênicos ou em locais que impeçam sua respiração, movimento ou descanso;
  • Deixar o cão ou gato exposto ao sol por longos períodos de tempo, ou, ao contrário, sem qualquer tipo de iluminação;
  • Obrigar o pet a trabalhos excessivos, inclusive em competições que possam causar pânico, estresse ou esforço acentuado;
  • Golpear, mutilar ou ferir voluntariamente qualquer órgão do pet (com exceção do procedimento de castração);
  • Não providenciar assistência veterinária em casos de acidentes ou de doença;
  • Não garantir alimento e água para o pet.

Como fazer a denúncia que se encaixa na lei de maus-tratos ao animais?

Agora que você já sabe o que está na lei de maus-tratos aos animais, é mais provável que, você se depare com uma situação prejudicial aos pets em seu bairro. E, para não ficar em dúvida sobre como proteger animais de rua, acompanhe as medidas que devem ser tomadas.

O primeiro passo é fazer o possível para juntar provas e evidências. Para isso, use seu smartphone para fazer vídeos e tirar fotos. Outra alternativa é conversar com vizinhos que possam servir de testemunha.

Em caso de atropelamento ou abandono em trânsito, utilizando veículo particular, anote a placa do veículo e, se possível, tire fotos ou grave um vídeo comprovando a situação.

Com as evidências em mãos, a denúncia pode ser feita diretamente na Delegacia de Polícia ou você pode procurar a Promotoria, lembre-se que nenhum órgão pode se recusar a prestar auxílio ou a investigar casos de maus-tratos. Se isso acontecer, denuncie ao Ministério Público!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Ads