Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2019

#SOSAmazônia: Desgoverno #Bolsonaro continua pior do que nunca e a floresta arde em chamas

Eu leio o título e nem sei por onde começar, afinal todos os dias temos atitudes bisonhas e bizarras desse desgoverno. Se puxarmos o fio de conversa sobre o #MEIOAMBIENTE podemos dar ênfase ao fato de que Bolsonaro foi o ÚNICO candidato que não se manifestou sobre o combate ao desmatamento em seu projeto político ainda no período eleitoral, então ouvir dele hoje que ele "ama" o meio ambiente, as florestas e amazônia é meio contraditório, além de ser uma fala e atitude hipócrita, ainda mais quando analisarmos as falas dele sobre meio ambiente durante toda a sua miserável trajetória política. Também foi o único a dizer que seria contra honrar o Acordo de Paris, descarbonizar a economia, assegurar unidades de conservação e demarcar terras indígenas. Ele avisou muito antes de ser eleito que destruiria o meio ambiente e a maioria da sociedade brasileira votou nisso. Nesse caminho o Brasil tende a sofrer retaliações dos demais países que têm buscado proteger e cuidar d

Denúncias de assédio superam as de corrupção nas empresas

Segundo levantamento da consultoria de ética e compliance, subiu para 50,4% os relatos de casos de relacionamento interpessoal ocorridos durante o horário de trabalho. Práticas abusivas de assédio moral e sexual, discriminações e preconceito estiveram entre as mais denunciadas no último ano Subiu para 50,4% o número de denúncias ligadas à relacionamento interpessoal nas empresas no último ano. As situações mais denunciadas nesta categoria foram as práticas abusivas, como o assédio moral e sexual, a agressão física, a discriminação e o preconceito (26,4%). Em 2017, o índice desta categoria representava 45,2%, tendo um incremento de 11,5% na incidência desses casos em 2018.Os dados são da consultoria de ética e compliance ICTS Protiviti com base em mais de 74 mil relatos registrados e analisados entre janeiro e dezembro de 2018 em 322 canais de denúncias que a empresa opera de forma terceirizada. Logo atrás de práticas abusivas, aparecem entre as situações mais denunciadas casos