Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2017

The Body Shop inaugura quiosque em Manaus

A The Body Shop®, rede inglesa de cosméticos naturais, inaugura no dia 30 de novembro um quiosque no Shopping Ponta Negra. Com a novidade, a marca inaugura o 2º ponto de venda na cidade. Com 6m² e desenvolvido exclusivamente para o mercado brasileiro, o quiosque disponibiliza um mix completo de produtos com diversas linhas - faciais, corporais, para banho e fragrâncias -, além de vendedoras treinadas para oferecer consultoria aos clientes sobre o melhor produto a ser utilizado de acordo com a rotina e tipo de pele de cada pessoa. "Manaus é uma região de grande relevância para a The Body Shop no Brasil. Essa inauguração mostra que temos metas de expansão promissoras para atender os consumidores manauenses", explica Ana Okamoto, Gerente de Expansão da The Body Shop no Brasil. A The Body Shop chegou ao Brasil em outubro de 2014, em joint venture com a rede brasileira Empório Body Store e, em fevereiro de 2016, adquiriu 100% da empresa, ampliando a presença da The Body

Greve promete parar Manaus

Empresário afirmam que não há dinheiro em caixa para pagar 13º salário dos rodoviários Parece brincadeira ou piada de mau gosto, mas no mesmo ano que passagem do ônibus saltou de R$ 3,30 para R$ 3,80, não haver condições de pagarem os direitos trabalhistas dos seus empregados. O mais bacana,  sqn,   disso tudo é que essas mesmas empresas recebem DIVERSOS tipos de auxílios, tanto do governo do Estado como do governo Municipal para atenderam MUITO MAL a população Manauara. Os incentivos vão do subsídios na compra de diesel, quanto ao não pagamento das multas impostas pelo Detran-AM, além de oferecerem aos munícipes péssimos serviços, com ónibus sucateados e funcionários desgostos que acabam descontando na população suas próprias frustações. É um absurdo que toda vez população que nada tem a ver com os acordos acertados com essa "máfia" tenha que sofrer com a falta de serviços.

A desigualdade no Brasil e a utopia da transformação

A sociedade brasileira vem enfrentando enormes dificuldades nos últimos anos. Corrupção endêmica, violência urbana, altas taxas de desemprego, uma grave crise ética, falta de confiança em sua classe política são sinais claros da falta de esperança em um futuro promissor. Como resultado imediato, aumenta o número de jovens e mesmo de famílias constituídas que decidem construir suas vidas no exterior, refazendo o caminho inverso de seus antepassados, 100 anos atrás. Mas, será que a nossa sociedade tem consciência de que esta crise não é de agora? Será que ela procura refletir as verdadeiras causas de seu infortúnio? Mais ainda, será que ela, tomando consciência das causas reais, tem condições de combatê-las transformando esse cenário caótico? Não tenho a pretensão de dar uma solução definitiva à grave crise vivenciada pela nossa população, mas gostaria de refletir sobre três pontos que considero fundamentais e que estão na raiz de nossos problemas sociais. Claro que nossa crise