Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Pleno do TCE-AM reprova contas de ex-presidente da Câmara de Envira

O Pleno do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) reprovou as contas do presidente da Câmara Municipal de Envira em 2018, Raimundo Lira de Castro. O gestor teve as contas julgadas irregulares durante a 23ª Sessão Ordinária, ocorrida na manhã desta quinta-feira (30), e foi multado em cerca de R$15 mil, considerando multa e alcance. A sessão foi transmitida ao vivo pelas redes sociais do TCE-AM, e está disponível para visualização no YouTube (TCE Amazonas) e Facebook (/tceam). No relatório apresentado pelo conselheiro Josué Cláudio, foi apontado que pelos órgãos técnicos da Corte de Contas que o gestor concedeu diárias não justificadas a servidores, bem como firmou contratos com documentações irregulares. Em quatro contratos firmados pela Câmara, Raimundo de Castro deixou de apresentar parecer técnico jurídico dos contratos; justificativas de preços consistentes, levando em consideração pesquisas de mercado; e processos administrativos, como atos e portarias, que designassem representan
Postagens recentes

PM de Envira prende 2 por tráfico de drogas no bairro Nova Esperança

Envira - A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio Grupamento da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), no município de Envira-AM (a 1.208 quilômetros da capital), prendeu um homem e uma mulher, de 22 e 23 anos, foram presos pelo crime de tráfico de drogas.  A guarnição chegou até os suspeitos por meio de denúncias de moradores do bairro, relatando que a dupla estava comercializando entorpecentes no bairro Nova Esperança. Em posse deles estavam duas porções grandes de maconha, uma porção média de maconha e 16 trouxinhas de maconha.  Os infratores foram encaminhados à delegacia do município e autuados em flagrante pelo crime.

Deracre continua trabalhos de construção de estrada que liga Feijó a Envira no Amazonas

Deracre continua com obra de reabertura em Feijó. Foto: Ascom/Deracre O governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre), continua com os trabalhos de construção da estrada vicinal que interligará o município de Feijó, no Acre, a Envira, no Amazonas. Foram executados 15km de melhorias com serviços de reabertura, raspagem, desvios d’água e estabilização do solo no trecho do ramal 9 de agosto. “É uma região onde moram muitos produtores rurais, e, graças à parceria entre governo e prefeitura, essa estrada está sendo construída para levar mais dignidade para população”, destacou o representante do Deracre em Feijó, Jorge Luís Silva. A estrada corresponde a um trecho de 56 km. A obra de construção tem sido executada em parceria com a Prefeitura de Feijó, no intuito de beneficiar mais famílias com acesso e trafegabilidade na região. “É uma obra essencial que tem avançado com a chegada do Verão Amazônico e o Deracre trabalha para levar melhorias para essas

Mulher toma facada porque ouvia ‘música de macumba’ e fica cega de um olho

Devota de São Jorge, a manicure Vivian Bruna Braes, de 38 anos, passou algumas horas da tarde do dia 23 de abril, em que se celebra o santo, escutando músicas que remetiam a ele e também a Exu para pedir proteção. Ela estava no portão de sua casa, em Macaé, no norte fluminense. Mas terminou o feriado sem um olho em decorrência de um golpe de facão desferido por um vizinho que não queria ouvir "música de macumba". Um inquérito foi aberto na Polícia Civil para apurar o caso. No Rio de Janeiro, em 2021 a polícia registrou 1564 ocorrências ligadas a crimes de ódio e intolerância religiosa, um aumento de 13,3% em relação a 2020, segundo o Instituto de Segurança Pública estadual. As religiões de matrizes africanas foram as que mais sofreram ataques. Leia mais no UOL.

EUA aprovam vacinas contra Covid-19 para crianças entre seis meses e cinco anos

A Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos já havia autorizado seu uso emergencial para essa faixa etária na sexta-feira. No entanto, também era necessária a autorização do CDC, principal órgão de saúde do país. Antes, apenas os maiores de cinco anos podiam ser vacinados. Após a luz verde da FDA, o governo dos EUA começou a distribuir milhões de doses da vacina em todo o país. Joe Biden prometeu aos pais que as consultas de vacinação poderiam ser agendadas já na próxima semana em hospitais, clínicas, farmácias e consultórios médicos.  Fonte: O Globo. Foto:Martin Bureau/AFP

Lula diz que vai colocar 'pobre no orçamento' e 'rico no imposto de renda'

Foto: Alexandre Lago O ex-presidente Lula (PT) disse nesta quinta-feira (16) em Natal (RN) que vai colocar o "pobre no orçamento" e o "rico no imposto de renda". "Nós vamos colocar outra vez o pobre no Orçamento e o rico no imposto de renda para que a gente possa ter dinheiro suficiente para a gente arrecadar e resolver o problema nesse país", disse o ex-presidente, candidato à Presidência da República nas eleições de outubro, sem detalhar as propostas. Lula esteve em evento com o candidato a vice Geraldo Alckmin (PSB) e com a governadora do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra (PT). Ele criticou o presidente Jair Bolsonaro por, segundo ele, piorar as condições de vida no país --citou o aumento do combustível e o fato de pessoas estarem cozinhando com lenha por não ter dinheiro para comprar botijão de gás.  Fonte: G1

Caso Miguel: juiz que proferiu sentença pede que mãe e avó do menino sejam investigadas

O juiz José Renato Bizerra, titular da 1ª Vara dos Crimes contra a Criança e o Adolescente da Capital, solicitou que Mirtes Renata Santana e Marta Santana, mãe e avó de Miguel Otávio, sejam investigadas por indícios de maus-tratos, humilhação, racismo e cárcere privado contra a criança.  A solicitação foi feita, com base em depoimentos do processo, na sentença que condenou Sarí Côrte Real. O magistrado ainda pede que a ex-primeira dama de Tamandaré e o marido, o ex-prefeito Sérgio Hacker, sejam investigados por "conivência com a tortura". A advogada Maria Clara D'Ávila, que representa a família de Miguel Otávio, afirmou que o juiz acatou uma narrativa que a própria defesa da Sarí estava construindo e ressaltou que o que foi dito nos depoimentos, que embasaram a decisão, não é verdade.  Fonte: G1.